FALHA GRAVE NO SOFTWARE DO BITCOIN, LITECOIN E DECRED É REVELADA APÓS CORREÇÃO

FALHA GRAVE NO SOFTWARE DO BITCOIN, LITECOIN E DECRED É REVELADA APÓS CORREÇÃO

Uma falha grave no software do Bitcoin, Litecoin e Decred que provocaria a centralização e diminuição massiva do hashpower foi revelada nesta quarta-feira (09) dois anos depois de ter sido encontrada por um programador chamado Braydon Fuller.

O problema foi descoberto em 2018 e estava presente em 50% da rede do Bitcoin. Ele foi sendo corrigido ao longo do tempo, mas caso fosse explorado, diz o estudo, poderia ocasionar na perda de fundos.

“De forma simplificada, a falha funcionava assim: fazendo muitas solicitações para os nodes (ataques DDoS), fazia com que se ocupasse toda a memória RAM dos computadores que rodavam o node e, com isso, eles ficavam fora do ar”, disse o programador e criador da PagCripto, Carlos Lain.

Conforme o paper, isso poderia ocasionar um desligamento dos nodes e fazer com que a rede se dividisse temporariamente. “Isso pode afetar a negociação, exchanges, atomic swaps, escrows e canais de pagamento HTLC da lightning network”, diz o texto.

O mais grave, segundo Lain, é que explorando essa falha poderia ter sido possível, posteriormente, realizar um ataque 51% com um custo muito reduzido.

Não houve, contudo, nenhuma conhecida exploração da vulnerabilidade. By Clever Advertising

A falha no Bitcoin Core foi introduzida no sistema em novembro de 2017 e lançada nas versões v0.16.0 e v0.16.1 do software. O erro foi comunicado pela primeira vez em julho do ano seguinte.

Fuller, o descobridor da vulnerabilidade, é um engenheiro de software focado em segurança com experiência em criptografia, sistemas descentralizados e distribuídos desde 2014.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Comments